Mais tecnologia na agricultura

Nova geração de agricultores priorizam tecnologia ao invés de preço

 

Tratores, colheitadeiras, plantadeiras e tecnologia de agricultura de precisão com grande aporte tecnológico aprecem como o foco dos novos produtores rurais.

 

A nova geração de produtores está, sem dúvida alguma, em busca de maquinas e equipamentos com tecnologia de ponta embarcada. Essa foi a principal característica percebida no perfil dos visitantes da Bahia Farm Show, realizada no começo de junho.

Em entrevista à revista Globo Rural, expositores relataram que o produtor agrícola se mostra nitidamente interessado em otimizar a relação custo-benefício dos equipamentos que pretende adquirir, assim como revela maior atenção ao aporte tecnológico dos produtos.

Gerente de vendas da fabricante John Deere, Wanderley Júnior, declarou à revista que a tecnologia é o algo de maior interesse. “As máquinas já não têm mais para onde crescer (em porte), então o consumidor está preocupado com economia, em ter uma melhor performance gastando menos”, disse ele.

Foto Divulgação

Segundo o gerente de vendas, na hora de escolher tratores, colheitadeiras ou outros equipamentos o que vem chamando a atenção do produtor atual é o consumo de combustível, a velocidade e assertividade das maquinas, tanto no plantio quanto nos tratos culturais e na colheita.

Para o diretor local da Casei, João Franciosi, o produtor hoje olha para o nível de consumo da máquina, das peças, de combustível. De acordo com ele, o diferencial oferecido no quesito tecnológico, tem feito a marca obter vendas maiores este ano, com cerca de 20% de clientes novos em relação ao ano passado.

A Stara também tem percebido a mudança de comportamento dos clientes, que mudaram o foco da preocupação, que antes era preço e agora, tecnologia. “Vemos que há muitos filhos sucedendo os pais à frente dos negócios. São pessoas mais instruídas, que já trazem de berço a sensibilidade ao diferencial da tecnologia”, observa o supervisor comercial Diego Lopes.

A New Holland conhecendo o perfil do produtor da região, levou para a feira da Bahia o que se tem de mais avançado em colheitadeiras, plantadeiras e tecnologia de agricultura de precisão com o acompanhamento em tempo real da máquina e o monitoramento da lavoura com drones.

A Saturno, que faz da balança de precisão seu carro-chefe, aposta na tecnologia. “Ela oferece pesagem automática sem intervenção humana e seu preço varia de R$120 mil a R$ 200 mil, conforme a configuração de periféricos opcionais”, destaca o gerente comercial Daniel Jung.

 

Fonte Consystem